sexta-feira, 2 de novembro de 2012

...


"Todo impulso é cego,
exceto quando há saber.
E todo saber é vão,
exceto quando há trabalho.
E todo trabalho é vazio,
exceto quando há amor.''
 (Gibran)